Artigo, Atualidade, Indústria 4.0

Indústria 4.0: A nova era da competitividade

Encontramo-nos no limiar de uma nova era, um novo salto tecnológico, um novo paradigma. A quarta revolução industrial chegou e promete mudanças determinantes.

Hannover Messe, 2011, discurso de abertura. O Professor Wolfgang Wahlster, diretor e CEO do German Research Center for Artificial Intelligence, refere pela primeira vez o conceito, que definiria a estratégia do governo alemão para assegurar a sua competitividade industrial, “Industrie 4.0”.


Rapidamente a ideia ganha notoriedade no seio da comunidade industrial, científica e política, que reconhece o padrão das revoluções tecnológicas, teorizadas por Joseph Schumpeter, aproximadas pelos economistas às conhecidas quatro Revoluções Industriais.

Uma perceção positiva e otimista da era 4.0 instala-se e, a nível global, proliferam as iniciativas de apoio à adoção de novas tecnologias, pela indústria. Na senda do programa alemão, a UE publica várias resoluções estratégicas.


Em 2014, na Comunicação “For a European Industrial Renaissance”, a Comissão Europeia apresenta uma série de propostas sobre como modernizar a base industrial, para promover a competitividade e o crescimento económico.

  • As tecnologias digitais são o principal motivo dos aumentos de produtividade da indústria europeia

    in 'For a European Industrial Renaissance'

Em 2017 é criada a “European Platform of National Initiatives”, que abarca quinze iniciativas nacionais para a digitalização da indústria, incluindo a portuguesa “Indústria 4.0” e é pilar importante da “Digitising European Industry Initiative”, lançada em 2016 pela Comissão Europeia.


Em 2018, 68 % dos países da EU haviam já implementado políticas abrangentes de transformação digital.

A Quarta Revolução Industrial já está em curso e traz com ela uma perspetiva renovada, mais completa e holística, em que se fundem os limites das dimensões digital e física.


A nova revolução industrial é impulsionada por tecnologias de informação e comunicação state of-the-art, como Análise Avançada de Dados (Big Data & Advanced Data Analytics), Cloud Computing, Sistemas Ciber-Físicos, Internet das Coisas (IoT), Internet dos Serviços (IoS), Operação Remota, Interfaces Inteligentes, Impressão 3D ou a Robótica.


A integração destas ferramentas inovadoras, promove a evolução dos processos, que passam a ser inteligentes, permanentemente conectados, informados e controlados, interligando todo o ciclo de vida do produto. Surge assim a smart factory, a indústria da nova geração.

O caminho rumo à fabricação inteligente começou já a ser percorrido.

Estudos recentes indicam que a transformação 4.0 da indústria está a ocorrer assente em três dimensões:

Digitalização da Produção

Implementação de sistemas avançados de informação para a gestão e planeamento da produção.

Automatização

Implementação de sistemas avançados de produção, como linhas de produção inteligentes e utilização de máquinas.

Intercâmbio Automático de Dados

Conetividade entre sistemas, equipamentos, produtos e pessoas, permitindo a gestão global da cadeia.

9 em cada 10 empresas europeias, considerarem as tecnologias digitais uma oportunidade, não obstante, é facto que “60 % das grandes empresas e mais de 90 % das PME da Europa, apresentam um atraso significativo no que respeita à inovação digital”.

Indústria 4.0 - Vantagens Competitivas

1. Melhoria da qualidade e sustentabilidade;


2. Redução de falhas;


3. Controlo, em tempo real, com base em informação atualizada;


4. Maior eficiência e modernização de processos;


5. Integração das necessidades e preferências dos clientes nos processos;


6. Transparência e flexibilidade ao longo de toda a cadeia de valor;


7. Redução do tempo de disponibilização de produtos/serviços;


8. Desenvolvimento de produtos/serviços inovadores;


9. Conectividade inteligente entre sistemas, equipamentos, produtos e pessoas;


10. Integração de todos os segmentos da cadeia (“end-to-end engineering”).

As novas valências digitais abrem novas perspetivas competitivas e possibilitam vantagens que respondem diretamente aos desafios da indústria atual:

Estrutura integrada

Permite o foco em atividades de valor acrescentado, evitando desperdícios de recursos e promovendo a sustentabilidade e melhoria contínua.

Flexibilidade e eficiência

Acesso à informação em tempo real, capaz de responder aos desafios atuais, em que os clientes requerem respostas cada vez mais personalizadas.

Otimização do processo de decisão

A tomada de decisão, baseada em informação continuamente atualizada, de rápido acesso e fácil leitura,possibilita uma reação mais rápida às alterações do mercado.

  • Text Hover

Um ambiente industrial intuitivo, sustentável e competitivo que opera como um ecossistema inteligente com processos integrados, autónomos e flexíveis, capazes de respostas eficientes e eficazes aos seus clientes, tendo como premissa a qualidade dos produtos e serviços e a redução de desperdícios e custos ao longo de toda a cadeira de valor.

É este o novo paradigma 4.0 que chegou para ficar e está já a produzir mudanças decisivas!
ENTRE NO MUNDO 
  • Text Hover
Mude para um paradigma com mais Qualidade!

Este artigo foi útil?

Classifique este artigo

Uma vez que achou este artigo útil...

Siga-nos nas redes sociais