Artigo, Qualidade Industrial, SPC

Estudo da capacidade: Rumo à excelência!

Qual a chave para aumentar a satisfação e fidelização dos seus clientes e reduzir as reclamações?

Conheça os seus clientes, conheça o seu produto, estude a capacidade do seu processo e perceba se está a produzir exatamente o que o seu cliente procura!

  • Text Hover

A “velha guarda” diria "o cliente tem sempre razão!".


Hoje sabemos que a interpretação literal desta afirmação não é a mais correta, mas o princípio que lhe deu origem é irrefutável: 

a satisfação do cliente, assim como as reclamações, devem ser levadas muito a sério.

Se bem conhece os seus clientes, sabe que, até certa medida, a “velha guarda” tinha razão: existem determinadas expectativas que não são discutíveis. São elas que ditam a experiência positiva do seu cliente e asseguram a fidelidade. E agora, mais do que nunca, é preciso estar atento.


Por um lado, os seus clientes estão cada vez mais informados, têm à disposição todas as ferramentas de que necessitam para comparar o seu produto com o da concorrência e ainda perceber qual a opinião de outros consumidores. Por outro lado, a crescente digitalização da indústria traz novos desafios competitivos e determina a capacidade de satisfazer, de forma consistente, a demanda do mercado por produtos de elevada qualidade.


Para o seu processo produtivo operar dentro dos limites de especificação definidos, a sua capacidade pode ser:

 

• Utilizada como um instrumento de redução das reclamações;

• Utilizada para incrementar os níveis de satisfação e fidelização; 

• Utilizada para produzir itens mais personalizados e diferenciados; 

• Quantificada.


A capacidade de um processo é avaliada através dos índices de capacidade.  Quanto mais elevados são estes valores, menos provável é a possibilidade de o processo estar a operar fora dos limites de especificação e devolver produtos não-conformes.


Os indicadores mais utilizados são o Índice de Capacidade Potencial (Cp) e o Índice de Capacidade Real (Cpk).

  • Text Hover

Os índices de capacidade são determinados em função da variabilidade do processo. Isto significa que deve efetuar este estudo após garantir que o seu processo está a operar sob controlo estatístico. As cartas de controlo são uma excelente ferramenta de estabilização de processos, amplamente utilizada.


De facto, um processo sob controlo e com variabilidade estável, controlada e previsível, pode, ainda assim, produzir artigos que não cumprem as especificações dos clientes, daí a importância do estudo da capacidade, que junta à equação os critérios estabelecidos pelo comprador.


A informação que fornece possibilita a adoção das medidas necessárias para alinhar o produto final com tais critérios ou mesmo exceder as expectativas.

  • Text Hover

Se o foco da sua empresa é apostar na melhoria contínua, corresponder aos mais elevados critérios de qualidade e obter a plena satisfação dos seus clientes, saiba que o estudo da capacidade é um recurso estratégico fundamental.

  • Text Hover

Qual a chave para aumentar a satisfação e fidelização dos seus clientes e reduzir as reclamações?

Nós descomplicamos a resposta!

Com o Sistema ACCEPT pode saber, de forma simples, se o seu processo é capaz de exceder os elevados padrões de qualidade dos seus clientes.

Este artigo foi útil?

Classifique este artigo

Uma vez que achou este artigo útil...

Siga-nos nas redes sociais